Fale Conosco

O período eleitoral é realmente muito delicado. Mais delicada é a relação da política com as tecnologias, um assunto que dá objeto para muita pesquisa acadêmica e pode acabar com a carreira dos atores públicos de má conduta.

Hoje, o deputado Raniery Paulino apresentou na Assembleia Legislativa da Paraíba um vídeo (disponível abaixo) de 2004, no qual o então deputado Ricardo Coutinho defendia a autonomia da Universidade Estadual da Paraíba, hoje cruelmente extinta pelo governador Ricardo Coutinho.

Agora me diga: quem é que vai acreditar no candidato que Ricardo Coutinho defender? Quem pode acreditar na palavra de alguém que tem a personalidade em constante instabilidade?

A administração do “mago” na prefeitura de João Pessoa e no Governo do Estado estão em declínio, a imagem do governador está tão ou mais suja do que “pau de galinheiro”. Logo, o candidato que Ricardo Coutinho se aproximar vai ser um nome marcado pela rejeição oferecida ao socialista.

Se eu fosse candidato, iria fugir de perto do governador. Se Estelizabel for inteligente se afasta da imagem do ditatorialismo e mentira que Ricardo representa hoje e ficaria apenas com os benefícios que a máquina da administração pública pode dar.

Se Estela observar bem, é exatamente isso que Nonato Bandeira está fazendo, tentando vestir uma fantasia de cravo, mas com os recursos do girassol. Fica o alerta também para os candidatos a vereador: Cuidado com Ricardo, ele pode te prejudicar.

Outro alerta vai para os parlamentares em geral. Em tempos de tecnologia, mídias sociais e pirotecnia eletrônica, as mesmas armas que são usadas para construir um político são aquelas que podem destruí-lo. Cuidado com as promessas, cuidado com as mentiras, porque sempre tem nem que seja um celularzinho atento para gravar tudo.