Fale Conosco

Escolhido pelo prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSD) para representar seu legado na cidade, o ex-secretário Chefe de Gabinete da PMCG, Bruno Cunha Lima (PSD), ao admitir nesta terça-feira (18.08.2020) por meio de uma nota, que de fato o seu cunhado, Dr. Tito Lívio Vieira de Souza e Cavalcanti, casado com a odontóloga Andrea Cunha Lima (irmã de Bruno) e atual ocupante do cargo em comissão de diretor clínico do Hospital Municipal Pedro I, recebeu, no ano de 2020, quase R$ 140 mil reais da gestão Romero, via empresa T&G Consultório Médico LTDA – ME (CNPJ n° 30.557.090/0001-87, do qual é sócio administrador) para prestar serviços a rede de saúde municipal, dentre estes ao Hospital Municipal Pedro I que coordena, uma live do prefeito feita em 10 de julho deste ano comprova pelas palavras do gestor campinense que o cunhado de Bruno, além de dirigir o hospital Pedro I, também coordena o hospital de Campanha para os pacientes acometidos pela Covid-19.

Ocorre que o diretor clínico do Hospital Pedro I e responsável pelo hospital de Campanha para os pacientes acometidos pela Covid-19, também localizado no mesmo local, Tito Lívio Vieira de Souza e Cavalcanti, que é cunhado de Bruno Cunha Lima, também fez uso da sua empresa para prestar serviços ao hospital que coordena, podendo ter acometido da infração de tráfico de influência. Veja os elogios de Romero pela função de confiança que deu ao cunhado de Bruno Cunha Lima, a partir dos 52 segundos dessa live do prefeito realizada em 10 de julho deste ano:

O Hospital Pedro I e o hospital de Campanha são os principais pontos recebedores de recursos federais para o combate a pandemia do Covid-19 na gestão Romero e a dúvida que fica é se o diretor do complexo Pedro I, poderia contratar serviços da sua própria empresa para prestar serviços a unidade hospitalar ao qual é diretor, ocorrendo em um tráfico de influência.

Ocorre que a empresa T&G Consultório Médico LTDA – ME (CNPJ n° 30.557.090/0001-87, que tem o Dr. Tito Lívio como sócio administrador, foi contratada pelo Fundo Municipal de Saúde, vinculado a Secretaria de Saúde do município de Campina Grande – PB para plantões. Os dados da empresa podem ser vistos no link: https://cnpj.biz/30557090000187.

Segundo pesquisa, apesar de possuir cadastro na Receita Federal como consultório, tendo como natureza jurídica “atividade médica ambulatorial e consultas”, a empresa, por intermédio de plantões do Dr. Tito Lívio, recebeu, entre janeiro e agosto de 2020, cerca de R$ 135.260,00 (cento e trinta e cinco mil, duzentos e sessenta reais), onde além de prestar plantões ao SAMU, Hospital Bezerra de Carvalho, a empresa do Dr. Tito Lívio, presta serviços para o Hospital Municipal Pedro I, ao qual é diretor clínico (Veja matéria que comprova o cargo do cunhado de Romero: https://paraibaonline.com.br/2020/06/hospital-pedro-i-investe-em-tratamento-humanizado-para-pacientes-com-covid-19/). Tais dados podem ser vistos nos anexos ou por meio do link do sistema Sagres – TCE/PB (link: https://sagresonline.tce.pb.gov.br/#/municipal/fornecedores).