Notícias

Vice-prefeito prevê gastos da PMCG com escola de samba, mas Romero afirma que tá liso

O vice-prefeito de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho (PSDB) que vem corriqueiramente anunciando que a prefeitura irá ingressar com um patrocínio milionário para divulgação da cidade na Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, do Rio de Janeiro, para o Carnaval do ano que vem, foi contrariado pelo prefeito Romero Rodrigues (PSDB) que afirmou em entrevista no dia 31, que a PMCG está lisa.

Esta não seria a primeira vez que ocorre uma parceria entre a Prefeitura de Campina Grande e a escola de samba carioca. Na gestão do ex-prefeito Cássio Cunha Lima (PSDB), a Mangueira participou de edições da Micarande, o então Carnaval Fora de Época da cidade.

“… Vou convencer o prefeito Romero (Rodrigues) a dar um suporte financeiro à (escola de samba) Mangueira…”, disse Ronaldo Filho, vice-prefeito campinense.

Já o atual prefeito Romero, revelou que o cofre da PMCG está liso. “O cofre da PMCG está tão liso que não precisa de chave. Tanto faz ter chave como não ter, porque não muda muito. Os recursos são limitados. O cobertor é muito curto”.

Contrariando o pessimismo do prefeito, o coordenador do São João Ronaldo Filho já prepara para o dia 9 de janeiro o pregão presencial promovido pela PMCG para escolha da empresa que vai cuidar este ano da montagem e desmontagem dos camarotes do ´Maior São João do Mundo´.

Redação