Fale Conosco

O vereador Raoni Mendes (PDT) foi o entrevistado na manhã desta quinta-feira e afirmou que existe a necessidade de que o prefeito da Capital, Luciano Agra (PSB), reveja a decisão de gratificar os Agentes de Trânsito (Amarelinhos) por multas aplicadas.

O comentário do parlamentar se refere ao decreto nº 7.474, que trata da Gratificação de Desempenho em Fiscalização (GDF) para os agentes da Superintendência Executiva da Mobilidade Urbana (Semob), com base em cinco critérios de avaliação e de pontuação, em que cada ponto adquirido corresponde a 1% de gratificação. Os agentes receberão pontos pela participação em blitz que apreenda transporte clandestino, quantidade de multas aplicadas, atividades consideradas perigosas como ações noturnas e em locais de risco, e por não faltar ao trabalho. Os critérios para concessão das gratificações, que podem atingir até 80% do salário dos agentes, foram publicados no Semanário Oficial Nº 1308, da Prefeitura da Capital.

Na avaliação de Raoni, existe muita discussão sobre a responsabilidade desses agentes na aplicação das multas de trânsito. “Precisamos abrir as discussões sobre esse assunto para que Luciano Agra mude essa decisão que está gerando mal estar. Não podemos conceder prêmio para uma educação de trânsito. A educação deverá acontecer de outra forma, e não com a exploração da população”, afirmou.

com Assessoria