Notícias

Veneziano reage a punição por ter votado contra Michel Temer: “Partido autoritário”

O PMDB Federal suspendeu os direitos partidários do deputado Veneziano Vital por 60 dias, além da perda de cadeira em quatro comissões de que ele fazia parte. Dele e de outros cinco parlamentares que votaram contra o presidente Michel Temer. A suspensão começa a valer imediatamente.

Veneziano, claro, lamentou a decisão da Executiva e não sabe ainda como agir, somente depois de uma reunião com outros parlamentares punidos. No entanto, ele considerou que o PMDB, “dia a dia, tem se transformando num partido autoritária”, destacou, ainda: “A respeito desse episódio, só tenho a lamentar”.

Adiante: “O partido que foi forjado, diga-se, com bases democráticas, de respeito às opiniões e às divergências está, dia a dia, se transformando num partido de comportamento  autoritário, estranho mesmo as suas raízes”, asseverou o parlamentar paraibano.

garante: “Estou tranquilo. Enfim, vou me reunir com outros cinco companheiros para saber quais as iniciativas que haveremos de tomar”. Veneziano não falou, mas essa punição poderá acelerar sua saída do PMDB. Ele vem mantendo entendimentos com o Podemos, que recentemente filiou os senadores Álvaro Dias (PR) e Romário (RJ).

 

 

Fonte: Marcone Ferreira