Fale Conosco

O pré-candidato a Governado da Paraíba nas Eleições 2014, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) afirmou, durante entrevista, que o Governo do Estado investiu em segurança pública, em todo o ano de 2012, apenas R$ 13,5 milhões. Enquanto isso Pernambuco investiu R$ 1,4 bilhão e o Rio Grande do Norte R$ 500 milhões.

Os dados apresentados por Veneziano são do Anuário Nacional de Segurança Pública, elaborado com base nas informações das secretarias de segurança pública de todos estados da Federação, do Tribunal de Contas da União – TCU, Controladoria Geral da União – CGU, Secretaria do Tesouro Nacional – STN, entre outros órgãos.

Ele disse que para minimizar os índices alarmantes de insegurança verificados na Paraíba atualmente, é preciso investir em Segurança Pública. “Primeiro é preciso eleger a segurança, o que não foi feito por Ricardo Coutinho, como prioridade. Não foi feito como prioridade porque Ricardo não investe em recursos. Você não faz política pública em segurança sem dinheiro (…) se você não tiver orçamento e condições financeiras”.

Veneziano citou como exemplo os investimentos dos dois estados que fazem fronteira com a Paraíba (Pernambuco e Rio Grande do Norte). Um investiu 100 vezes mais que a Paraíba e o outro, 40 vezes. “Pernambuco investiu em 2012, R$ 1,4 bilhão de reais em segurança pública; Rio Grande do Norte, acima da gente, investiu R$ 500 milhões. A Paraíba investiu R$ 13,5 milhões. Você quer fazer segurança pública, resolver ou diminuir os índices de criminalidade com R$ 13,5 milhões?”, questionou.

Zero para 2014 – Ainda de acordo com Veneziano, a Lei Orçamentária Anual – LOA 2014 dedica ‘zero’ de investimento no quesito ‘Investimento em Capacitação e Formação de Policiais’. “A LOA de 2014 foi votada pelos senhores deputados, numa mensagem apresentada pelo senhor Ricardo Coutinho, com zero de recurso para capacitação e formação. Então você não vai fazer segurança pública”.

Veneziano destacou que os reflexos dessa falta de investimentos são problemas na estrutura da polícia, o que prejudica o trabalho de rua. “Você faz segurança pública quando as nossas delegacias não tem nem uma rede de internet, não tem sequer recursos humanos? Você faz segurança pública quando você tem 600 policiais civis que foram aprovados há mais de 4 ou 5 anos, esperando ser chamados?: Você faz segurança pública quando o policial militar não tem a gratificação do risco de vida? Quando a paridade entre o que foi reformado e o que está na ativa foi extinta? Não faz”.

Para ele, é preciso uma política de segurança pública planejada. “Precisamos fazer uma ação planejada, inteligente, consociada com os municípios, porque segurança também exige individualmente de você, de mim, dos núcleos familiares, da formação educacional, é um processo”.

Porém, de açodo com Veneziano, “Ricardo Coutinho, demagogicamente, ao lado dos que votaram nele, entre os quais o PSDB, que agora está posando como opositor a Ricardo Coutinho, dizia o que? ‘Paraíba, eu vou resolver em cinco meses’. Aí, aqueles que votaram em Ricardo Coutinho entraram nessa onda do discurso fácil e demagógico. É por isso que nós chamamos a atenção para que nós não incorramos mais uma vez em erro”, finalizou o peemedebista.

Veja o vídeo da entrevista acessando o link: http://youtu.be/3_-r8zuNqX4