Fale Conosco

O Folia de Rua vive uma de suas piores crises. Pra completar, o maior bloco de sua prévia, Muriçocas do Miramar, perdeu seus dois principais patrocinadores e corre o risco de não desfilar esse ano.

É que faltando apenas duas semanas para o seu desfile, a Quarta-Feira de Fogo corre o risco de virar quarta-feira de cinzas.

Segundo informou o diretor da agremiação Marcone Serpa, até o momento não conseguiram levantar os 300 mil reais necessários para que haja o desfile das Muriçocas.

“Perdemos o patrocínio da Eletrobrás e do Governo do Estado”, explicou ele, argumentando que não há tempo hábil para substituição de patrocínios e outras formas de captação de recursos são muito lentas.

O Grêmio Recreativo Lítero Musical Muriçocas do Miramar não sair da Tito Silva em direção ao Busto de Tamandaré é só o que está faltando para coroar esse início de ano tumultuado.

Já imaginaram a quarta-feira que antecede o Carnaval sem o “João Pessoa sonha com o seu verde colorindo o azul do mar” de Fúba?

Vai repercutir em tudo que é jornal, site, TV e rádio do País. Detalhe: o bloco completará que saia ou não 25 anos na Quarta-Feira de Fogo…ou de cinzas.