Fale Conosco

As equipes dos ministérios da Fazenda e do Planejamento já chegaram à conclusão de que arrecadação adicional com o aumento do Pis/Cofins e outras receitas extraordinárias deve superar R$10 bilhões.

Os cálculos ainda estão sendo feitos para se chegar ao número final necessário para cumprir a meta fiscal deste ano, que prevê déficit de R$139 bilhões.

A área política do governo chegou a sugerir que a meta fiscal fosse revista, com ampliação do déficit nas contas públicas, mas essa alternativa foi rejeitada pela equipe econômica, pois levaria à perda de credibilidade da estratégia do ministro Henrique Meirelles de fazer um ajuste gradual das contas públicas, sem retrocessos.

.x.x.x

PS: A turma do pato acreditou que, tirando Dilma, não haveria aumento de impostos. Depois acreditou que, apoiando a PEC do Teto, garantiria um Brasil sem mais impostos. Na reforma trabalhista, mais uma vez se iludiu com a promessa de que, apoiando a proposta de Temer e de Rodrigo Maia, seriam gerados mais empregos e não haveria necessidade de impostos. Crédulos, continuam sem bater panelas. Não era pelo Brasil, era ódio contra o PT.

 

 

Fonte: Click Política