Fale Conosco

Cássio não toma jeito e mais uma vez esquece-se de segurar a ansiedade e usa a língua como tiro de bazuca no próprio pé. Ele atacou a justiça eleitoral via twitter e demonstrou afinidade com o colunista Cláudio Humberto – que tem repercutido junto com a Istoé (?) matérias do seu interesse – ao usar uma frase do seu blog, “O poder sem pudor”.

Custava Cássio ter sido político, polido e mais inteligente ao comentar o resultado da sessão do TRE que absolveu Veneziano?  

Ao comentar ele usou da emoção e perdeu a oportunidade de capitalizar o momento como vítima que pede clemêmcia.

Se de um lado afagou o ego de seus eleitores, do outro jogou uma banda de tijolo na Justiça Eleitoral. E Joaquim Barbosa não vai gostar ao ficar sabendo.

Pela lógica ele deveria buscar a simpatia de quem não tem ao invés de reforçar antipatia de quem precisa. Seus eleitores continuariam lhe amendo sem essa bravata, mas Joaquim Barbosa e o TSE inteiro torcerão o nariz para essa mancada.

Cá pra nós, o Twitter tem sido uma péssima companhia para o ex-governador.

Será que um dia ele vai romper com Ricardo Coutinho pelo Twitter? Se eu fosse Cássio contratava Buba Germano como consultor.