Fale Conosco

A denúncia exposta pela médica e ex-candidata a vice-prefeita de Campina Grande nas últimas eleições, Tatiana Medeiros, onde, segundo ela, aliados do prefeito da cidade, Bruno Cunha Lima (PSD), teriam tido o aval do gestor para furar a fila da vacinação das doses recebidas pelo Governo Federal para a primeira etapa do programa nacional de imunização contra a Covid-19, ganhou repercussão e motivou uma reunião urgente na tarde desta quarta-feira (20) entre os membros do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) e o Ministério Público da Paraíba, onde ambos cobram explicações da prefeitura.

“Informo que hoje às 14h o CRM-PB participará de reunião com MP e a prefeitura de CG, representado pelo Conselheiro Marcio Rossani”, revela informe do CRM-PB há pouco. Ainda de acordo com a entidade serão cobrados os critérios de prioridade, distribuição e transparência da gestão de Bruno.

Segundo a médica, por serem amigos do prefeito e com o aval do mesmo, diversos aliados do prefeito, que não estavam na linha de prioridades da primeira etapa da vacinação, se vacinaram por serem amigos ou auxiliares do prefeito.

“Amanhã, formalizarei denúncia no ministério público, com as provas colhidas e produzidas, pelos próprios vacinados, que furaram a fila de prioridade na vacinação contra à COVID-19 em Campina Grande. Ser amigo do Rei, garantiu essa prioridade”, disse Tatiana Medeiros. Veja o post:

Noutro post a médica que já foi secretária de Saude em Campina fala: “Essa fila, e essas prioridades deveriam ser respeitadas, principalmente, pelos gestores. Profissional de Saúde da linha de frente no enfrentamento à COVID-19 arrisca a vida diariamente, expõe os familiares diariamente, quantos foram ceifados? Exigimos respeito e TRANSPARÊNCIA! Revoltante ver várias postagens de pessoas, ligadas à atual gestão de Campina Grande, sendo vacinadas. Onde está o critério de prioridade da PMCG? Se o quantitativo recebido foi mínimo, só os profissionais de Saúde, que trabalham diretamente com doentes com Covid poderiam ser vacinados”, afirmou. Veja:

Diversas pessoas nas redes sociais confirmaram a denúncia, como a internauta (@Brunavianacg) que disse: “Fiquei passada quando vi algumas imagens de comissionados e babões de Cunha Lima sendo vacinados furando a fila!”.