Fale Conosco

Em protesto contra o reajuste das mensalidades e a mudança no critério de concessão de bolsas de estudos, alunos do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) fecharam os portões da instituição na manhã desta quarta-feira (9).

Faixas e cartazes foram colocados na frente da faculdade, e a entrada foi completamente interrompida – ninguém entra e ninguém sai. Os estudantes querem uma audiência com a reitoria para discutir a pauta de reivindicações.

De acordo com os líderes do movimento estudantil, no próximo semestre o reajuste nas mensalidades será de 12%, valor considerado abusivo pelo Diretório Central dos Estudantes. Com o aumento, a mensalidade do curso de Direito, por exemplo, será em torno de R$ 800.

Os estudantes também pedem mais segurança no campus. O protesto provocou discussão com alunos que queriam entrar para assistir às aulas. Para evitar confronto direto, a Polícia Militar foi acionada.

Ontem, a reitora Ana Flávia Pereira sinalizou que vai defender o congelamento dos valores para o próximo ano, bem como um novo sistema de desconto de 25% para calouros e alunos veteranos. A reitora se disse surpresa com o protesto dos estudantes, visto que os benefícios já tinham sido anunciados.

“Foi uma surpresa para nós os estudantes começarem esta campanha, porque no mesmo mês que assumi a reitoria fiz uma reunião com o presidente eleito do DCE e informei que a diretoria já tinha aprovado a ideia”, disse.

A reitora disse ainda que o Unipê nunca concedeu tantas bolsas de estudo pelos critérios de condição socioeconômica. Neste semestre, segundo Ana Flávia, foram 3.200 benefícios.