Fale Conosco

Nunca vi um sintoma tão claro de que o governo de Ricardo Coutinho (PSB) está com os dias contados, afinal quando um governador deixa de participar de um desfile militar, com toda segurança e pompa que acompanha os chefes de Estado, alguma coisa está errada.

Não me venham com desculpas para justificar a “batida de pino” do governador, que não tem coragem de encarar uma multidão, fora a militância do seu partido.

Ricardo sabe a cada dia mais o quanto desapontou seu povo e tem medo da reação deste povo, cuja atitude é realmente imprevisível. Afinal, que acham que um pai de família que teve perdas salariais profundas e irrecuperáveis, diante de um filho doente, pode fazer?

Ricardo não comemorou o dia da independência porque ainda depende umbilicalmente do ex-governador, senador Cássio Cunha Lima, e esta dependência faz dele um político pequeno. O tamanho mínimo do político Ricardo contrasta com a dimensão de suas ações, que agora atingem a previdência estadual.

É um erro sobre o outro e para quem achava que as únicas vítimas de Ricardo eram os servidores, o governador agora resolveu “criar” crises em seu próprio partido, atingindo velho “amigos” como Luciano Agra e Bira, que se refugiaram com os petistas.

Ricardo parece ter cada vez menos aliados. Francamente não sei até quando isto vai durar, mas ele está só!

O rei tem medo do seu povo, mas a população ainda não descobriu. Quando descobrir…