Notícias

Um morto muito louco no Escândalo dos Livros: Daniel desenterra cadáver e Pietro é desmascarado

Confesso que fiquei de queixo caído quando fiquei sabendo que a suposta conta do Fundeb, que ficava no município de Santa Luzia, pertencia a um tal de “Lolinha”, amigo do ex-senador, Efraim Morais (DEM). Maus queixo encostou no chão, quando Daniel disse que Lolinha estava morto!

Minha gente, isso é coisa muito séria. A conta que aparece nos livros da prefeitura é de um morto de santa Luzia, o cheque foi sacado em Taperoá e os livros viraram um caso de polícia.

Depois de Daniel o procurador do município tentou explicar alguma coisa, mas como nem imaginava que o cemitério iria desenterrar um cadáver daquele tamanho ficou sem muita coisa a dizer.

Era hora de deixar um profissional atuar. Pietro surgiu como uma pedra de gelo, acusou Daniel, acusou até o coitado do prefeito de Campina, simplesmente pelo fato de Daniel ser sobrinho do secretário de educação, mas acabou sendo desmoralizado por Milanez que disse na cara do empresário que sua procuração era falsa.

No fim das contas, resta sabe quem é Lolinha e de onde vem este amor do governo por Pietro. Se é uma mera briga de empresário, porque o governo defende Pietro?