Fale Conosco

Abandonar o governo de Michel Temer virou questão de sobrevivência para o PSDB, avalia um grupo cada vez maior de tucanos.

Um dos principais integrantes do grupo dos “cabeças-pretas” do PSDB, o deputado Daniel Coelho (PE) resumiu que o desembarque do governo é questão de sobrevivência. “Se o PSDB ficar na base, vai haver desmonte com a janela eleitoral.”

O presidente da Assembleia de São Paulo, Cauê Macris, endossou o apoio ao desembarque tucano. “Não precisamos estar dentro do governo para defender o que é bom para o País”, disse.

As informações são da Coluna Estadão. 

Um grupo liderado pela ala jovem do partido na Câmara, os chamados “cabeças pretas”, defende que o desembarque aconteça já na terça que vem, após a leitura do voto do ministro Herman Benjamin, relator da ação que pede a cassação de Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).