Fale Conosco

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve no cargo o prefeito de Taperoá, no Cariri paraibano, Júnior de Preto. A decisão ocorreu por unanimidade, ou seja, por sete votos a zero, durante sessão realizada na noite dessa quinta-feira (25) e segue entendimento do ministro Sérgio Banho, que já havia suspendido os efeitos do acórdão do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) – que determinava a realização das eleições indiretas no município.

Os advogados Edísio Souto e Eduardo Costa, que representam Júnior de Preto, explicaram que os argumentos ressaltam a inexistência de provas sobre a captação ilícita de sufrágio e que “eventual mudança no comando administrativo da cidade agora, em plena pandemia, em pleno processo eleitoral e há três meses do término do mandato do atual gestor seria uma temeridade, com todas as repercussões negativas para a população”.