Fale Conosco

A desistência de Ruy Carneiro, que abriu mão da disputa pela Prefeitura de João Pessoa, não é só um ponto facilitador da aliança do PSDB com Cartaxo, mas um gesto emblemático onde o segundo colocado abre mão da disputa em prol da coalizão.

Sim, Ruy ocupava o segundo lugar consolidado em todas as pesquisas até aqui e podia muito bem ir para o combate no mínimo para amplificar seu nome para 2018, quando disputará sua volta ao Congresso como deputado federal.

Todos lembram que Ruy foi o vice de Cássio e para ser abriu mão de uma reeleição dada como certa. Foi o primeiro sacrifício de grupo e este agora o segundo, o que por si só agrega pontos a sua liderança dentro do PSDB e a reeleição para presidente estadual.

Com a saída do segundo colocado e a provável absorção de seu legado pelo primeiro, que é Cartaxo, o sinal para a aproximação final entre Cássio e Cartaxo está verde e isso fere de morte o terceiro colocado, Manoel Júnior, desequilibrado na corda bamba do PMDB.

O VICE

Agora sim podemos dizer que a escolha do vice de Cartaxo chegou ao complexo administrativo de Água Fria, onde o prefeito tem gabinete e funciona a estrutura da PMJP.

Será do PSDB e deve sair dos nomes que a legenda dispõe na Capital, a exerção de Ruy, que sai do páreo, e pode sobrar para os vereadores Elisa Virgínia, Luís Flávio e Marcos Vinícius ou para a ex-primeira dama da Capital e ex-vice governadora Lauremília Lucena.

Afunilando mesmo entre Lauremília e Marcos Vinícius, vereador e exímio articulador da aliança e atual secretário de Comunicação.