Fale Conosco

O escândalo da “máfia das multas” está bombando e pelo Brasil afora gestores estão se livrando dos anéis antes que percam os dedos. O mesmo não se ver aqui em João Pessoa, onde a empresa envolvida mantém contrato com a PMJP  e o mar de lama está chegando a batente do Centro Administratico de Água Fria.

Nos links abaixo as providências que estão adotando para acabar com essa máfia.

Ex-coordenador de radares do RS é preso
Pato Branco quer suspender contrato com empresa de radares
Curitiba pode rescindir contrato com operadora de radares
RS cancela licitação de radares e afasta suspeitos de fraude

O juiz Luís Felipe Paim Fernandes, da 5ª Vara Criminal de Porto Alegre, decretou a prisão de Paulo Aguiar, servidor do governo do Rio Grande do Sul suspeito de envolvimento com fraude para instalar e operar radares.

Aguiar foi exonerado na segunda-feira, após uma reportagem do programa “Fantástico”, da TV Globo, apontá-lo como dono de uma empresa supostamente envolvida em direcionamento de licitações para instalar radares e lombadas eletrônicas. O governo gaúcho cancelou um certame para contratar os equipamentos.

O pedido de prisão preventiva foi formulado pelo promotor Tiago Conceição. Ele disse à Folha que, além dos indícios de “conduta ilícita” no direcionamento de licitações apontados pelo programa de TV, o servidor também já foi denunciado sob acusação de peculato e de falsidade ideológica em dezembro do ano passado.

Segundo a acusação, Aguiar seria responsável por um contrato de monitoramento eletrônico de trânsito com a empresa Engebrás que teria causado prejuízo de R$ 13 milhões ao Daer (Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem), autarquia do RS onde trabalhava.

Conceição afirma que Aguiar cometeu peculato ao permitir que a empresa instalasse equipamentos usados, quando o contrato exigia que fossem novos.

E aqui na Capital a turma do Coletivo RC finge quem nem sabe o que se passa por aí. geja esa matéria publucada no ClickPb logo após a denúncia da Rede Globo.

Da redação com Fantástico/ Rede Globo 

O programa, Fantástico, da Rede Globo de Televisão, levou ao ar neste domingo uma matéria onde revela um esquema de corrupção envolvendo empresas que negociam as famosas e polêmicas lombadas eletrônicas em todo Brasil, o surpreendente, além dos flagrantes com imagens estarrecedoras é que uma das empresas, aPerkons, opera de João Pessoa/PB, formando o que na capital paraibana é chamado de consórcio JP Segura. 

perkons
Site do TCE comprova contrato entre PMJP e empresa.

Verja a reportagem do fantástico:

Porque o prefeito Luciano Agra calou? Com a palavra o Ministério Público.