Fale Conosco

O relator da operação Calvário no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o desembargador Ricardo Vital, deu um prazo de 72h para que a ex-prefeita de Conde, Márcia Lucena, e outros réus da operação justifiquem eventuais violações das normas de uso da tornozeleira eletrônica. O equipamento foi imposto a eles como medida cautelar para que permanecessem em liberdade.

Márcia Lucena deverá apresentar justificativas para violações possivelmente ocorridas dia 13 de setembro de 2020.

O ex-procurador Geral do Estado, Gilberto Carneiro da Gama, precisará apresentar explicações para supostas violações nos períodos compreendidos entre 21 a 27 de agosto e 28 de agosto a 02 de setembro de 2020.

Já a ex-secretária de Estado da Saúde, Cláudia Veras, teria cometido violações nos dias 19, 22, 26, 28 e 29 de outubro e 05 de novembro de 2020. O também ex-secretário de Saúde, Waldson Souza, terá que apresentar justificativa relativa a violação cometida no dia 05 de setembro de 2020.