Fale Conosco

Um processo de 17 páginas, contendo 17 pessoas e 7 empresas e instituições citadas e que foram alvos de mandados de busca, apreensão e prisão nesta quarta-feira (25). Esse é parte do saldo da Operação Poço sem Fundo, da Polícia Federal em parceria com com o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União, que apura a prática de crimes relacionados ao desvio de recursos públicos destinados à perfuração de poços e implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água no Estado da Paraíba.

Por meio de fraudes em dispensas de licitações, o grupo criminoso investigado pela Operação desviou mais de R$ 45 milhões nos últimos seis meses, segundo o processo, que detalha os acusados, os crimes, o tempo de investigação e como tudo começou. Confira na íntegra o processo logo abaixo: