Fale Conosco

O Governo Estadual resolveu se mexer em relação à greve na educação, bem, se mexeu, mas não resolveu. O Diário Oficial, desta sexta, traz a concessão de uma gratificação de R$ 230 para os servidores da educação que estejam desempenhando funções de professores ou suporte pedagógico.

A intenção do Governo é deixar os funcionários felizes ou calar a greve que já se estende por quase um mês?

O valor oferecido e publicado agora é o mesmo que ele ofereceu no início da greve, o Governo não aumentou em um centavo a proposta inicial.

Os Professores vão discutir agora se acabam com a greve porque vão receber um aumento de R$ 230.

Para acrescentar, vou contar uma breve história, uma escola estadual da uma cidade na grande João Pessoa, não entrou em greve porque muitas professoras são prestadoras de serviço e o sindicato não tem como preservar as vagas delas no caso de adesão à greve. Acontece que estas profissionais recebem um salário mínimo e com atrasos.

Bem, vou parafrasear a valente professora potiguar que discursou diante de deputados e de seus colegas de profissão: será que o Governador sobreviveria com o salário de um professor e ficaria feliz com a gratificação que ele mesmo está concedendo?