Fale Conosco

Só a campanha pela reforma da Previdência consumiu cerca de metade do valor destinado à publicidade do governo federal. O montante de mais de R$ 200 milhões, já foi quase toda gasta no primeiro semestre.

De acordo com a coluna de Mônica Bérgamo da Folha de S. Paulo, a Secretaria de Comunicação Social admite que será necessário fazer um pedido de crédito suplementar. “Tivemos um gasto substancial no primeiro semestre, mas ainda há recurso e poderemos operar tranquilamente esse ano”, diz o secretário Márcio de Freitas.

Ele diz que “é comum haver essa readequação”. E dá o exemplo do ano de 2016, em que já em maio 85% da verba publicitária tinha sido comprometida.