Fale Conosco

O governador Ricardo Coutinho é metido a galo macho, mas diante da possibilidade de vários motins nos presídios paraibanos recuou e decidiu renovar o contrato de mais de 300 agentes penitenciários prestadores de serviços.

A batida de pino aconteceu agora no finalzinho da tarde e soube que o governador decidiu não bancar o risco após receber informações do serviço de inteligência da PM acerca da iminência de rebeliões.

É que sem os prestadores de serviços presídios ficariam fora de controle e a bandidagem já se preparava para se amotinar.

Os agentes penitenciários temporários haviam sido demitidos no último dia 31 com os cerca de 15 mil exonerados, mas decidiram continuar trabalhando, peitaram o governador e venceram a parada.

Só falta agora os estudantes se rebelarem para o governador recuar, recontratar servidores temporários e não fechar escolas eataduais.

Afinal, escolas públicas evitam que a população carcerária aumente no futuro.