Fale Conosco

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), está enrolado até o pescoço, seja pelo caso Cuiá, pela compre de detergentes, pelo escândalo do gari, pela suposta adulteração do Semanário municipal ou pelo “busão de ouro”, mas ao invés de explicar os escândalos o socialista prefere chamar tudo de factoide.

A tática de chamar seus adversários de “imprensa marrom” acaba condenando o restante da mídia ao título de “chapa branca”. Na dúvida e em tempos de ditadura, é melhor ser tachado de imprensa marrom que de puxa-saco, baba-ovo e etc…, fico bem como estou, fazendo e recebendo críticas.

Confesso que assisti apenas alguns trechos da entrevista de Luciano na TV Master e não consegui me aprofundar tanto pelo fato de ser enfadonha e recheada de folclores.

Enquanto chama tudo de factoide, Agra esquece que a classe média, grande formadora de opinião, está atenta aos fatos e vai continuar cobrando explicações, mesmo que o prefeito não queira dar.