Notícias

Tatiana cresce, Romero se assusta, mas diz ter o apoio de Cássio e nos bastidores Diogo é preparado

A prefeitura de Campina Grande é, hoje, o objeto de desejo mais cobiçado pelos grupos políticos da Paraíba. Isto porque a disputa para o Governo do Estado em 2014 promete ser a guerra de dois titãs campinenses, e sai na frente aquele que ganhar a prefeitura agora, em 2012.

Você pode estar sem entender nada, mas eu vou explicar melhor. O atual prefeito de Campina, Veneziano Vital está consagrado entre os paraibanos para disputar o governo em 2014 e tem grandes chances a contar pelo trabalho realizado durante sua administração e a popularidade do “cabeludo” nos quatro cantos do Estado. Isso é fato.

Outro fato que se desenha com clareza é que os “mandatários” da capitania de Campina, leia-se clã “Cunha Lima” não admite perder o Estado para o grupo que pôs fim a essa dinastia na Rainha da Borborema e promete mostrar o que é administração de verdade a toda Paraíba.

Então, já conversa-se em Campina sobre a disputa de Cássio contra Veneziano em 2014. Dois titãs campinenses se digladiando numa batalha que promete emoção, mas que precisa de força e essa força está na prefeitura de Campina.

Com o avanço na campanha da pré-candidata de Veneziano, Tatiana Medeiros, as chances de Veneziano aumentam e Cássio já se vê obrigado a abortar a candidatura do inexpressivo Romero Rodrigues e emplacar sua única carta na manga: o filho Diogo Cunha Lima. 

Diogo está sendo convencido com “carinho” e Romero orientado a ficar caladinho, sustentando a pré-candidatura e incumbido de procurar qualquer trunfo que o faça crescer e aparecer ou uma mágica para frear Tatiana Medeiros.

Depois de toda essa estória, alguém poderia perguntar por Ricardo Coutinho? Esse aí mostrou as garrinhas para os Cunha Lima cedo demais. Quer decidir tudo sozinho, ditar, mandar e desmandar, esqueceu o sentido da palavra mais repetida por seus lábios: coletividade e por isso mesmo será esmagado pelo trator do tempo. Negou aliança com Daniella Ribeiro na última eleição e agora vê a deputada como única saída para tirar uma casquinha do apoio em Campina.

Como o PP está numa fase de “leilão”, quem der mais é amigo, pode até ser que Ricardo Coutinho ganhe uma aliada, não declarada para não ficar feio na foto. Já que Daniella tem mirado todas as suas flechas venenosas contra a administração do socialista.

Em tempo: Diogo já está assumindo uma postura de parlamentar, já mudou a foto do perfil no Twitter para uma imagem de terno e gravata e tem agradecido as “expressões espontâneas” do povo em favor de sua candidatura.