Fale Conosco

Eu não sei o que o governador está achando, mas particularmente acho que o secretário de Comunicação Nonato Bandeira está aparecendo demais.

E todo mundo sabe que quem muito se expõe o fundo da calça aparece.

PC Farias, braço direito de Collor, era para ter mergulhado, quis aparecer e acabou queimado, perseguido, preso e, finalmente, misteriosamente assassinado.

José Dirceu, Chefe da Casa Civil do primeiro mandato de Lula, amigo e mentor de sua chegada ao poder, foi defenestrado da vida pública pelas denúncias de Roberto Jeferson.

Tanto PC Farias qanto Zé Dirceu eram homens da mais absoluta confiança de dois ex-presidentes, mas tiveram seu dia de bode.

Ao se expor e atrair para si as atenções da mídia, Nonato Bandeira corre dois riscos, um interno e outro externo.

Internamente ele pode cair em desgraça pela pressão dos aliados preteridos e com ciúmes; externamente ele pode cair em desgraça e virar bode expiatório na base daquele ditado que diz que “vão-se os anéis e ficam-se os dedos”.

Em algum momento de crise RC poderá oferecer a cabeça do secretário de Comunicação como cortina de fumaça.

Observem como Nonato aparece e deixa nas sombras os outros auxiliares e até o próprio governador.

Vai acabar vítima dessa superexposição. A não ser que ele esteja servindo propositalmente de coeho para desviar atenções da mídia sobre RC?