Fale Conosco

Convocado para este domingo (30), o SOS Transposição continua rendendo muita polêmica. Isso porque grande parte da oposição está atrelando o ato à campanha Lula Livre. O deputado federal Julian Lemos, por exemplo, afirmou que o ato é, sim, político e que o ex-governador Ricardo Coutinho está se aproveitando do projeto para defender a soltura do ex-presidente.

Coutinho respondeu a essa questão e garantiu que as críticas visam deslegitimizar o ato. De acordo com ele, a manifestação é para quem gosta e quem não gosta de Lula e para quem tem ou não partido.

“Ah, porque é um ato onde as pessoas vão gritar Lula Livre. As pessoas estão gritando Lula Livre dentro de shoppings, dentro de ônibus, dentro de estádio de futebol, porque Lula é um preso político, porque Lula é o homem que fez essa transposição, teve a coragem de fazer”, declarou o ex-governador.

Já o presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo, negou que a realização da ação seja para apoiar Lula, mas a página nacional da sigla publicou a programação para este final de semana da “Caravana Lula Livre” e, nela, está agendado um ato para o mesmo domingo, às 10h, em Monteiro, intitulado de “Grito de Nordeste”, o encerramento da campanha na região.

Da redação