Notícias

Sobre quem pode comprar repelente, a revolução dos coxinhas e o cabaré

Caminho à beira mar com Bruce, meu cachorro amigo, e uma criança corre quase flutuando sobre a areia molhada e morna. O pai chama, a mãe grávida do irmãozinho alerta para o perigo da aproximação do animal, mesmo ele estando com enforcador, por que Bruce é cão de guarda e, assim como Buzão em Campina, não atropela, engoma.

Aquela família passou repelentes antes do protetor solar e o filho correndo em direção ao meu cachorro é menos perigoso do que um mosquito Aedes Aegypti sobrevoando o futuro herdeiro na barriga da mãe.

Assisto Gabeira na GloboNews e viajo com ele pelas novas Entradas & Bandeiras do Brasil, cacos de vidro de uma geração que pegou em armas para chegar ao poder e quando chegou esqueceu de deletar o modus operandi secular, adotando-o.

REVOLUÇÃO COXINHA

Em frente ao prédio de Lula, em São Bernardo, petistas saem na porrada com coxinhas; em frente ao Palácio na posse de Lula como ministro coxinhas descem a porrada em petistas e o resultado do jogo, como diria Jackson do Padeiro, não pode ser 1×1. Lá na frente, anotem, ambos perderão.

O impeachment de Dilma foi decidido quando elegeram Eduardo Cunha presidente da Câmara e a cassação de Cunha e prisão da esposa e filha foi decidido quando três deputados petistas votaram contra ele no Conselho de Ética.

Muita água vai rolar e de um lado e outro alguns tombarão sem vida e isso foi decidido quando a FIESP serviu filé mignon aos coxinhas e no dia seguinte a petezada desfilou de bambú em frente ao MASP, como a lembrar a resistência da guerrilha vietcong.

Estamos diante da luta de classes e a única diferença é que quem esta no poder é a esquerda que sujou as mãos e deve ser banida.

NÃO HAVERÁ VITORIOSOS

As vítimas serão todos os avanços e conquistas populares, que cairão na seqüência da queda de Dilma e prisão de Lula.

O que virá depois do tombo, o açoite, o golpe militar, novas eleições? Ou os conservadores farão opção por Michel Temer, o centro seguro e convergente?

Anotem: não haverá final feliz para as ruas. Petistas e coxinhas levarão um by passe da politica profissional e da FIESP.

O único capítulo dessa história que não vou escrever agora é sobre o que acontecerá com o Brasil depois da delação premiada de Lula. Sim, ele tem direito a delação também.

Ou vocês acham que nesse cabaré tem alguém virgem?