Fale Conosco

Quando alguém noticia que a bancada federal vai se reunir eu acho muita coisa, pois às vezes tenho a impressão que os nossos deputados federais e senadores só conseguem enxergar o próprio umbigo.

Salvo raríssimas exceções e nessa separação do joio do trigo percebo dois ou três no máximo, a cada quatro anos enviamos para Brasília um grupo de parasitas.

A atuação de nossa bancada é tão medíocre que estamos no rabo da gata em tudo neste País.

O que poderíamos esperar de um grupo tão fraco e autista, que só vem em socorro dos seus eleitores quando a Paraíba está aos cacos?

Tenho pena de nossa gente toda vez que vejo aquele quase ex-senador Wilson Santiago fazendo às vezes de coordenador de alguma coisa lá em Brasília.

É esse o nosso representante? – Me pergunto.

Meu Deus o que fizemos de nós mesmos quando elegemos um governador que não dialoga e é obcecado por si próprio; quando elegemos gente como Wilson Santiago para legislar em nosso favor. Ou seria negociar?

Essa bancada federal que se reuniu ontem no gabinete sub judice desse quase ex-senador Wilson Santiago, vive no ócio de Brasília perambulando de restaurante em restaurante para engordar seus desejos.

Numa linguagem que o povo entende, Brasília é um grande alpendre com redes armadas para nossa bancada deitar e rolar.

Vez por outra um assessor avisa que a Paraíba está se acabando e aí a bancada se reúne para evitar o extermínio dos eleitores, pois se isso acontecer não poderão voltar para Brasília daqui a quatro anos ou oito anos, no caso dos senadores.

Senhores deputados e senadores, voltem ao seu ócio remunerado. Fiquem tranqüilos que o rebanho escapa.

Agora, por favor, não esboçem discursos engajados ou sensíveis ou vertam lágrimas de crocodilo pelo caos em que o povo está vivendo e que os senhores também são culpados.

Continuem inertes aí na cidade de melhor renda per capta do País, essa ilha da fantasia em que vocês adoram curtir férias e a cada quatro anos comparecem ao expediente 90 dias antes da eleição que lhes garantirá mais quatro anos de férias.

Cá na Paraíba a situação é de vaca desconhecer bezerro. Caos na Saúde, Educação, Segurança Pública, recessão no comércio pela retirada de dinheiro de circulação, suspeita de corrupção na merenda da PMJP, gari vencendo licitação de 600 mil reais, tráfico de influência entre os poderes, bandalheira, bandalheira, bandalheira. Tudo do jeito que o diabo gosta.

O problema é o povo perceber e decidir acabar com essa mamata. Cuidado com o que eu chamo de eleitor de resultados, que na hora de votar avalia o custo benefício.

Por respeito a inteligência dos paraibanos, lanço agora a campanha CHUTE UM BABACA, NINGUÉM MERECE AGUENTAR ESSES MALAS!

Veja o selo da campanha abaixo. Multiplique e espalhe por aí.

Em tempo: Os bons que me perdoem pela quase generalização, mas fiquem tranquilos que o povo sabe separar o joio do trigo.