Notícias

Sobre os exageros contra Lula, os exageros da militância pró-Lula e os exageros de Lula

Para o ministro Marcos Aurélio de Melo, do STF, o juiz Sérgio Moro exagerou quando determinou que Lula fosse levado a força para um depoimento que ele nunca se negou a conceder e, portanto, não precisava ser levado coercitivamente pela Polícia Federal, gerando a desaprovação de 65% das pessoas entrevistadas por uma pesquisa do Vox Populi.

Constranger o ex-presidente parece ter sido a intenção do juiz que, segundo informações que circulam nas redes sociais é filiado ao PSDB e estaria politizando o processo.

No entanto, a truculência de setores do PT e dos movimentos sociais contra jornalistas sexta última em João Pessoa durante um ato pró-Lula, revela todo o desespero da esquerda diante de um xeque mate no projeto, um ciclo que se fecha de forma melancólica para quem ganhou as eleições de 2002 com o discurso da esperança, da mudança, da ética e zelo com a coisa pública.

Assisti ontem uma entrevista do ex-governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra, e me emocionei quando ele chorou e confessou a Roberto Dávila que a esquerda perdeu o fio da meada e se deixou seduzir pelo poder.

Para Dutra, ainda há tempo de o PT se reencontrar e recomendou um recomeço, uma avaliação crítica de seus erros.

No choro de Dutra a confissão de que o sonho da esquerda brasileira acabou em pesadelo.

Lula fez realmente muito por esse país, conseguiu ser uma personalidade mundial e poderá ate ser mais uma vez presidente, mas é realmente o grande culpado pelo que está acontecendo com o PT e de nada adianta reagir com palavrões, como ficou comprovado num vídeo divulgado na redes sociais.