Fale Conosco

EXCLUSIVO – O vice-governador Rômulo Gouveia entrou no Fórum Cível da Capital as 19hs30m e foi direto ao gabinete do juiz João Batista Barbosa. 

Rômulo, além de vice-governador é estudante de direito e a visita poderia passar despercebida e ser considerada normal se não tivesse acontecido na última terça-feira, dia 6, menos de uma hora após o mesmo juiz ter pedido a cassação do prefeito Veneziano numa sessão do TRE. 

Mais do que estranha, a visita é imoral, mesmo que o principal interessado na cassação de Veneziano tenha ido lá parabenizar o relator pelo texto engajado, nada técnico e, após essa visita, suspeitíssimo. 

Para que muitos não achem que estou no chutômetro ou achismo, desafio o juiz e o vice-governador a provarem que não estiveram juntos na última terça no local e hora que denuncio aqui. 

Mais ainda, invoco o testemunho das câmeras de segurança daquele Fórum Criminal confiando que não haverá corporativismo e que as imagens mostrarão Rômulo entrando e se dirigindo ao gabinete do relator do processo que poderá lhe levar ao comando da segunda maior prefeitura do Estado e, mais que isso, lhe levar a reeleição e junto com ele corroborar para a reeleição do governador Ricardo Coutinho em 2014. 

Ninguém é ingênuo de achar que Rômulo iria ao gabinete parabenizar o relator. Acontece que Rômulo não imaginava que naquele horário em uma véspera de feriado haveria testemunhas para denunciar a sua ousadia. 

A lógica diz que a chance de ser descoberto era quase zero. Eu disse quase, mas Rômulo estragou tudo com sua ansiedade. 

O que eles conversaram? Foi a primeira vez que se encontraram? É natural a parte interessada se fechar em gabinete com quem está lhe favorecendo menos de uma depois da sessão?  

Afirmo aqui que o vice-governador Rômulo Gouveia esteve sim no gabinete do juiz João Batista Barbosa exatamente as 19hs30m na última terça. 

Sobre o que conversaram eu não sei, mas com certeza não foi sobre futebol de botão ou coleção de selos valiosos.