Fale Conosco

De musa e primeira dama a inimiga pública do governo, a jornalista Pâmela Bório é um meteoro. Daquela moça magérrima que ancorava o jornal da noite na TV Tambaú a essa que está prestes a lançar um livro provisoriamente intitulado “Ranger de dentes”, pouca coisa restou.

Aquela que apresentava o jornal usava maquiagem pesada e chegava a João Pessoa cheia de sonhos e expectativas; a de hoje não tem mais espaço na TV que ainda trabalha, usa maquiagem leve, vive o pesadelo de ter um filho e não poder conviver com ele e a perseguição inerente a mentalidade dos políticos provincianos.

Será que Pâmela toparia viver o sonho de Cinderela tupiniquim se soubesse que a meia noite chegaria tão tenebrosa e que a carruagem viraria melancia e os cavalos cães de guarda do seu inimigo, que um dia achou que fosse o príncipe?

Deslumbrada, Pâmela Bório cruzou os céus da Paraíba como um meteoro e de estrela girassol passou a bruxa, revivendo a fábula da princesa megera.

Não sei se Pâmela sabe tanto quanto dizem que sabe e se tem coragem de ir à forra contra a corruptela que lhe esnobou, mas foi uma moçoila afetada quando esteve na cama do rei e hoje tem sangue nos dentes e sede de vingança.

Vale a pena esperar o lançamento desse livro que espero que não seja mais um blefe da moça.