Fale Conosco

A Operação Desumanidade do Ministério Público Federal continua causando frisson lá pelas bandas de Patos e ontem mais uma vez as viaturas da PF andaram de giroflex ligado.

Prisões preventivas e conduções coercitivas deram nos nervos dos que estão com o rabo preso com o desvio de recursos públicos e também causaram aquele friozinho na barriga dos prefeitos, auxiliares e operadores – disfarçados ou não – que assumiram os cofres em janeiro e estão lambendo os beiços pra meter a mão.

Como eu disse aqui outro dia, prefeitos peraltas estão se locupletando e nem aí se mais na frente terão que usar pulseiras de Roberto Carlos.

Parece uma epidemia essa coisa de assaltar os cofres públicos e essas quadrilhas que explodem caixas eletrônicos são crianças do jardim da infância perto dos quadrilheiros da política, que levam o cofre inteiro pra casa sem precisar acender nenhum pavio de dinamite.

Os giroflex e sirenes que causam furor nas ruas de Patos fazem parte de uma cena que ainda vai se repetir até o dia em que a corrupção seja castigada com prisão perpétua ou pena de morte.

É que na política bandido tem status de doutor, sobrenome famoso e blindagem quase impenetrável.

Dércio Alcântara