Fale Conosco

O que vi ontem no auditório da FIEP, em Campina, durante a entrega do prêmio do Conselho Federal de Administração aos 10 melhores gestores da Paraíba, foi patético e humilhante.

O candidato do governador ficou isolado e compará-lo a um 2 de paus seria muito. João Azevedo passou ontem o maior vexame de sua vida.

Ele entrou pequeno e evaporou-se, de tanto desprestígio, falta de carisma e desentrosamento. Uma coisa meio autista.

Não fosse o fato de o presidente da FAMUP, Tota Guedes, ter tomado a providência de lhe fazer companhia, percebendo a humilhação do escanteio, João Azevedo teria ficado só pelos cantos.

Eu sei que sal faz a pressão subir, mas o insosso de João merece um salzinho, mesmo que seja o rosa do Himalaia.

Por que até boi de piranha tem que ter sabor.

 

Dércio Alcântara