Fale Conosco

Tem gente lambendo os beiços a espera de um pouco de doce de banana dessa licitação da SECOM; tem gente que nem o mínimo do cartão de crédito paga mais e se essa licitação não liberar os 17 milhões este ano, quebra e talvez nem banana tenha para fazer uma torta no natal

Mas, lá nos bastidores o secretário Nonato Bandeira faz sua parte para burlar a legislação, enterrar legalidades e satisfazer a fome de certo grupinho que se não faturar antes de dezembro roda a bolsinha lá no calçadão de Manaíra.

Sei e vou contar agora que a agência Casa Brasil fez uma proposta irrecusável, incomparável e imbatível, mas foi rejeitada por não corroborar com o afano geral.

Imaginem que a Casa Brasil propôs 100% de desconto na taxa de criação, o que seria de grande economia e que pela regra da licitação do menor preço as oito vencedoras teriam que aderir, mas logo a turma do “mamãe eu quero” deu um jeitinho de desclassificar para não reduzir o alcance da mão grande.

A Casa Brasil tá certa, pois a agência já recebe comissão da veiculação e da produção e abrir mão de um remuneração na taxa de criação custaria menos ao Governo criar, e sobraria um dinheirinho a mais para veicular. O problema é que certos macacos sentiram uma pisada em seus rabos e vetaram com medo de o bananal fica menos rentável per capita.

Agora é esperar a assinatura dos contratos e o destino das verbas públicas. Tem gente com fome.

Será que vão optar por mídia política ou mídia técnica? Se a opção for a primeira escolheram o caminho do bate e volta para abastecer a conta bancária de cinco ou seis; se optarem pela segunda é porque o governo precisa sair do fundo do poço e fazer as pazes com a opinião pública.

É provável que dentro de sessenta dias o governo esteja com sua mídia posta. Para alívio de muitos e desmoralização de um edital que foi burlado do começo ao fim nas barbas do TCE.

Perguntar não ofende: de quatro pés no primeiro ano a espera da bonança oficial, será que o mercado publicitário vai continuar com suas macaquices, agachadinho, genuflexo, se ao invés de um bananal vier apenas um cacho de bananas?

Nem todos os macacos olham para o rabo.