Fale Conosco

É Carnaval e vou ser mais sincero ainda do que costumo ser. Muitos mergulham de cabeça na folia; outros repousam. Estou no segundo pelotão e vou aproveitar para descansar a mente e o corpo. 

Recolhimento em família e em si mesmo, viajando para dentro, geralmente resulta em boas reflexões. Vou refletir, essa é minha promessa. 

Motivados pela adrenalina do dia a dia às vezes cometemos erros, magoamos o próximo e deixamos de fazer o que faríamos numa situação de baixa pressão. 

Quando jovens abraçamos causas, agregamos princípios e isso, que ninguém duvide, enraíza para sempre. Vou confessar o que alguns vão duvidar: sou um idealista. 

Maduros com o passar dos anos ajustamos os ideais e até capitulamos, mas lá no fundo a chama se mantém acesa feito vulcão hibernando. 

Sou um daqueles meninos que um dia queria mudar o mundo e agora aos 47 anos freqüenta bons restaurantes e fatura com a vaidade de quem quer comprar uma roupa de grife, se exibir ou exibir seu produto na mídia.

Confesso que nunca gostei daquela estratégia leninista de se não pode com o inimigo una-se a ele e quebre-o por dentro. 

Trotskista, sempre fui a favor da revolução permanente, mas aí vem à vida como ela é e adaptamos as teorias. 

Farei a partir de hoje uma pequena pausa, mas prometo voltar ao batente da exposição diária de teses, informações exclusivas e denúncias aqui nesse blog que é líder absoluto de acessos no segmento. 

Fique com Lulu santos, o “último romântico”.  Quarta feira estarei de novo aqui, a sua espera.