Fale Conosco

São 300 picaretas, de acordo com o cálculo feito certa vez pelo ex-presidente Lula. São 500 gazeteiros, revela levantamento exclusivo do Congresso em Foco sobre a assiduidade na Câmara e no Senado em 2011.

Dos 584 deputados que exerceram o mandato em algum período, apenas 13 (2,2%) compareceram a todos os 107 dias com sessão de deliberação. Entre eles, os deputados Tiririca (PR-SP) e Reguffe (PDT-DF), parlamentares de primeiro mandato na Câmara, e Manato (PDT-ES), que também foi o mais assíduo da legislatura passada.

Na lista dos assíduos não há nenhum nome de deputados da Paraíba.

“A assiduidade é uma obrigação. O trabalho do parlamentar não se resume apenas ao plenário”, afirma Reguffe. O deputado registrou presença em todas as sessões do plenário e também em todas as 89 realizadas pela Comissão de Defesa do Consumidor e pela Comissão Especial da Reforma Política.

Reguffe não quis avaliar o índice de ausência de seus colegas, mas ressaltou que o trabalho fora do Congresso deve ser justificado pelos parlamentares. “É importante prestar contas sobre as atividades externas.”

No Senado, ninguém registrou 100% de presença nas sessões deliberativas. Mas alguns senadores se aproximaram disso. O líder do governo no Congresso, José Pimentel (PT-CE), foi o mais assíduo, com apenas uma ausência para cumprir missão oficial. Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Lindbergh Farias (PT-RJ) estiveram ausentes do plenário em apenas duas sessões.

Confira lista dos menos faltosos:

DEPUTADO

ALEXANDRE LEITE (DEM-SP)
EDIVALDO HOLANDA JUNIOR (PTC-MA)
HERMES PARCIANELLO (PMDB-PR)
JESUS RODRIGUES (PT-PI)
LINCOLN PORTELA (PR-MG)
LOURIVAL MENDES (PTdoB-MA)
LÚCIO VALE (PR-PA)
LUIZ FERNANDO MACHADO (PSDB-SP)
MANATO (PDT-ES)
PEDRO CHAVES (PMDB-GO)
REGUFFE (PDT-DF)
SALVADOR ZIMBALDI (PDT-SP)
TIRIRICA (PR-SP)

Com Congresso em Foco