Fale Conosco

Identifiquei amargura na nota oficial do PT sobre as críticas desagradáveis e inconvenientes que o aliado Ricardo Coutinho fez a Lula e Dilma.

Aquele homem de bem Charlinton Machado deve ter vertido lágrimas quando a ponta da caneta chegou ao papel e ele movimentou a mão pra tingir  de vermelho a celulose branca.

Assinar um texto dúbio e covarde não estava nos planos de Charlinton,  mas a tática da agremiação precisa ser preservada e engolir em seco os ataques aos companheiros atingidos pela verborragia do governador equivale a ter a mãe e o pai xingados e o cara pedir ao irmãos que baixem a cerviz para o algoz.

A nota lembra ao candidato do PSB que os troféus de sua vitrine só existem por causa da parceria com as gestões petistas de Lula e Dilma, mas ao final, genunflexo,, covarde, pede a militância que ofereça a outra face e mantenha as bandeiras empunhadas em prol das candidaturas de Ricardo e Lucélio. 

A pergunta é: a nota foi pra valer ou um brefe? O PT ainda tá com Ricardo?