Fale Conosco

Se de um lado o prefeito Romero Rodrigues bate cabeça com a equipe numa queda de braço com o vice Ronaldo Filho, do outro entra num inferno astral na relação com os movimentos sociais e servidores.

Hoje pela manhã os servidores da educação comemoraram uma semana de paralisação ocupando prédio da PMCG e fechando ruas do centro com faixas e cartazes.

Ao assinar um termo de compromisso com o SINTAB se comprometendo com o que não tinha certeza que poderia cumprir, Romero atirou no próprio pé.

Começam agora em falar na paralisação de outras categorias e o que seria uma greve de advertência pode se alastra e virar uma greve geral.