Fale Conosco

Acusado de arquitetar a maior traição da história política da Paraíba, quando teria articulado fria e premeditadamente o afastamento do prefeito Reginaldo Pereira em 2014, Netinho de Várzea Nova, inconformado por ter retornado ao cargo de vice-prefeito de Santa Rita, estaria orquestrando atos de vandalismo contra quem lhe deu a oportunidade inédita de ocupar um cargo tão expressivo na Cidade dos Canaviais.

A sede pelo poder de Netinho estaria extrapolando os limites do bom senso, deixando transparecer os sentimentos mais vis, ditatoriais e inconsequentes jamais vistos em um político de Santa Rita.

Nesta quarta-feira (7) foi o terceiro dia consecutivo em que, supostamente, pessoas sob o seu comando teriam praticado o jogo sujo, literalmente, ao despejar lixo em frente à sede da Prefeitura.

Segunda-feira passada, como mostro na foto abaixo, prédios públicos da cidade amanheceram com pichações, com nomes depreciativos a Reginaldo Pereira.

Já ontem, terça-feira, aliados do vice-prefeito foram flagrados queimando pneus, interditando o trânsito na BR-230, com faixas contendo expressões negativas contra o gestor eleito pelos santarritenses na campanha política de 2012, quando à época, Reginaldo abraçava Netinho, sem saber que depois seu ex-aliado viria a ser um impiedoso adversário político.

A fúria de Netinho estaria tão grande que seus subalternos, ex-comissionados, sequer teriam poupado a ilibada imagem do desembargador Aluízio Bezerra, que em dezembro último apenas manteve a decisão da Câmara dos Vereadores anulando os processos que afastaram Reginaldo da Prefeitura em março de 2014, embora, após nove meses, nenhuma acusação da Câmara contra Reginaldo tenha sido comprovada.

O clima de terrorismo em Santa Rita aumenta a cada dia, a população teme que aconteça o pior, alguns falam que esses vândalos podem incendiar o prédio da Prefeitura, tamanha sede de poder incontido de um grupo que não respeita a democracia nem a Justiça.