Fale Conosco

O Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública do país enviou uma carta ao Ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo, pedindo para que as polícias sejam incluídas no grupo de prioridades da vacinação contra a Covid-19. Na carta, os secretários ressaltam que as forças de segurança têm sido empregadas no cumprimento das medidas de controle sanitário que contribuem para a disseminação da doença, de forma complementar às estruturas de saúde pública. Como exemplo, os órgãos policiais se engajaram no transporte de enfermos entre municípios e até mesmo para outros estados, considerando o esgotamento dos leitos em algumas localidades, empregando viaturas, aeronaves e profissionais de saúde de sua estrutura para melhor atender a missão.

O CONSESP refere ainda que as forças de segurança pública precisam ter o mesmo tratamento destinado às forças de saúde, pois “todas as atividades são realizadas de forma presencial, em contato com as pessoas, e com alto grau de exposição à contaminação pelo vírus. A cada chamada dos telefones de emergência, o policial militar, o policial civil, o bombeiro e o perito devem se deslocar até o local do fato, e, em contato com as pessoas tomar todas as medidas que a lei exige. Não há espaço para home office”, declarou.

Confira a carta de apelo neste link: