Fale Conosco

Jean Nunes, secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social criticou a política de armamento do governo Jair Bolsonaro. para ele, essa teoria de que armando a população haverá diminuição da violência não funciona e a segurança pública deve ser garantida pelo estado, através do poder público e de órgãos competentes ” quem, de fato, tem que prover a segurança pública no país é o governo federal, estados e municípios, e não delegar essa missão para o particular e a população”, comentou.

De acordo com ele, o armamento induz, no geral, ao aumento da violência. Estudos da ONU comprovam que armas nas mãos da população não trouxeram diminuição da criminalidade: “pelo contrário, tiveram mais mortes; são estudos confiáveis”, explanou. E ainda reforçou: “A gente não tem a compreensão que armando a população a gente vai trazer mais segurança para todos. Essa política armamentista do governo federal, na nossa ótica, é a assunção da incompetência de poder apoiar nos estados um combate mais forte da criminalidade. É assumir também a incompetência de que não consegue também controlar problemas de fronteira, como contrabando de armas ilegais”.