Fale Conosco

A ausência de diálogo do “democrático” governo socialista gerou mais uma greve na rede pública de saúde do estado.

Agora, foi no Hospital de Regional de Patos.

Zá 78 dias que os médicos que prestam serviço no Hospital Regional de Patos negociam com a Secretaria Estadual de Saúde, e até o momento não houve nenhuma solução.

A greve foi deflagrada hoje, e apenas os médicos concursados estão trabalhando, o que corresponde a menos de 30% de todos os médicos do Hospital.

Com a greve, Patos e mais 48 municípios, que somam mais de 400 mil habitantes, já estão sem atendimento médico de urgência e emergência no Hospital Regional, Hospital Infantil e na Maternidade de Patos.

Hoje, o deputado federal Hugo Motta fez um pronunciamento na Câmara sobre a greve e revelou um trecho do dialogo do diretor do Hospital de Patos com o secretário de Saúde da Paraíba.

-Sr. Secretário, vidas serão desperdiçadas, atendimentos necessários deixarão de acontecer.

Conforme Hugo Motta, o secretário teria respondido:

– Vocês já não são acostumados a verem pessoas morrendo sem atendimento?