Fale Conosco

Já não era sem tempo, o Secretário de Educação da Paraíba, Afonso Celso Scocuglia, acaba de dizer em entrevista à uma rádio de João Pessoa que os salários de professores da rede estadual de ensino, cortados por erros na frequência serão pagos ainda este mês. Nada mais correto, mas o Governo deveria devolver o salário de todos os professores, afinal, eles terão que repor as aulas, e além disso, o corte foi feito antes da Justiça considerar a greve ilegal.

Uma ação cheia de irregularidades, o Governo alegou que muitas escolas não quiseram passar dados de professores e a Secretaria foi obrigada a cortar o salário de todos. Como assim? Se não tem como identificar os grevistas corta-se o salário de todos e depois vê o que acontece.

E o Secretário, assim como o Governador Ricardo Coutinho, mantém aquele discurso fajuto de que houve um aumento de 30% acima do piso salarial nacional, não vou me repetir, mas continuo não entendendo tal cinismo. A incorporação do valor das gratificações ao salário e a extinção destas é aumentar salário acima do piso? E pergunto mais, gratificação apenas para os professores da ativa é justo?

Até onde esse Governo se engana e pensa que engana a população aou os profissionais? Não sei aonde isso vai parar.