Fale Conosco

Com o tema “Um ato em favor da vida” a Secretaria Municipal de Saúde de Patos promoveu,  na manhã desta sexta-feira, (22/09), uma caminhada coletiva saindo da Praça Edvaldo Motta até a Praça Getúlio Vargas, Centro de Patos, quando houve um momento de explanação sobre o tema, aula de zumba e um café da manhã. O ato teve como  objetivo  principal  gerar um momento de reflexão sobre a necessidade de prevenção das doenças e distúrbios que podem levar ao suicídio.

A iniciativa faz parte da campanha Setembro Amarelo, realizada pela Secretaria de Saúde através da coordenação da Atenção Básica de Saúde; coordenação de Saúde Mental; Centro de Especialidade em Reabilitação (CER);  coordenação da Atenção Especializada e do Núcleo de Atenção a Saúde da Família (NASF) que  conscientiza sobre a importância do combate às causas do suicídio e promove ações sociais.

O Agente Comunitário de Saúde, Charles Wendel Vieira,  que esteve participando da caminhada prestou  um depoimento sobre o tema, e comentou a importância desse tipo de ação para estimular a população a falar sobre o assunto.

“Eu vejo como muito importante a Saúde Pública promover um ato como esse pra sociedade saber que estamos atuando na prevenção desses casos. Há 24 anos eu perdi a minha mãe que cometeu suicídio, nós que passamos por situações assim procuramos uma resposta e não encontramos. Aprendemos a conviver e vamos sobrevivendo e hoje vejo a saúde do município dando um passo tão importante como esse para atender a essa parte da população que necessita dessa atenção”, disse o agente comunitário.

O secretário adjunto de Saúde, Wendel Palmeira, comentou sobre a ação. “Sabemos que no Brasil há uma prevalência muito grande de pessoas que cometem o suicídio. Jovens, adultos e até mesmo pessoas em idades mais avançadas e nós estamos mostrando à sociedade que estamos aqui para dar apoio e mostrando que é preciso procurar ajuda sempre que precisar ou souber de alguém que precisa”, ressaltou.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase um milhão de pessoas morrem por suicídio anualmente, o equivalente a uma morte a cada 40 segundos. No Brasil, de acordo com os números do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, ocorrem, em média, 32 mortes por suicídio/dia. Diversos estudos apontam que aproximadamente 100% das mortes por suicídio estão associadas a um transtorno psiquiátrico.

A associação acredita que o diagnóstico precoce e o tratamento de transtornos mentais poderia evitar grande parte dos casos. Depressão, transtorno de bipolaridade, dependência de álcool ou drogas psicoativas e esquizofrenia podem ser fatores de risco, especialmente se combinados, porque haveria uma possível relação entre “comportamento suicida e doença mental”, de acordo com a ABP.

A ação também objetivou lembrar a população sobre outras datas importantes, como o Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro; o Dia Nacional da Juventude, comemorado no dia 22 de setembro; o Dia Mundial de Saúde Mental, comemorado no dia 10 de outubro; e o Dia Mundial de Combate a Obesidade, comemorado no dia 11 de outubro.

 

Assessoria