Fale Conosco

A secretaria de Comunicação da PMJP teve a cara de pau de soltar uma nota dizendo que todo mundo ta satisfeito com a merenda fornecida pela SP Alimentação e para justificar cita que uma pesquisa entrevistou os diretores.

Pelo regime de terror implantado na PMJP desde a época em que Ricardo Coutinho era o prefeito, quem diretor terá coragem de reclamar de alguma coisa se nem entrevista estão autorizados a conceder?

O que se espera do prefeito Luciano Agra é que venha a público responder de forma objetiva as denúncias feitas pela reportagem do Fantástico, abra as escolas para os jornalistas investigarem e explique porque renovou o contrato da SP Alimentação apesar das recomendações em contrário e denúncias de fraude em outros estados.

Talvez o esquema liderado pelo governador Ricardo Coutinho não tenha notado, mas época de vencer no grito já passou.

A sociedade quer respostas e o Ministério Público terá que levar os gestores implicados às barras da Lei.

Ao que parece, o a máscara caiu e o lixo que estava escondido debaixo do tapete espalhou-se pela sala de visitas e deixou à mostra a sujeira.

Se procurarem mais sujeira, vão encontrar também a “Máfia do Lixo”, uma licitação viciada realizada na Emlur.

E é bom ficarmos atento ao que pode surgir do suspeitíssimo “Caso Cuiá”, que envolve uma área superfaturada em mais de oito milhões.

E, cá pra, nós, Agra não é santo, mas também não pode levar toda a culpa.