Fale Conosco

A Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba está acompanhado de perto o caso das mortes misteriosas de duas crianças em Itabaiana, no Agreste paraibano. Uma outra está em estado grave no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Foi o que garantiu, na noite desta terça-feira (7), a gerente de vigilância em Saúde do Estado, Renata Nóbrega, em entrevista ao programa 60 Minutos, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Anderson Soares, na Rádio Arapuan, FM.

De acordo com Renata Nóbrega, um protocolo foi aberto para apurar se os casos das primeiras mortes, ocorridos nos dias 15 e 22 de fevereiro, tem relação com o caso de uma menor de 12 anos que foi internada hoje no Trauma.

Renata Gadelha disse que a Secretária ainda aguarda os exames feitos nas crianças que morreram mas, segundo ela, está quase que praticamente descartada a possibilidade de doença infectocontagiosa nos óbitos.

“Pela sintomatologia dos casos nós já descartamos processo infeccioso. Ma há todo um levantamento a ser feito de alguma intoxicação e por isso que foi feito um levantamento da área onde residem essas crianças para ter um direcionamento”, afirmou.

Segundo ela, também está sendo apurado se as crianças não tiveram contato com algo estranho antes de passarem mal assim como intoxicação ou consumo de água contaminada por agrotóxicos.

A comunidade onde os fatos ocorreram também foram orientadas a comunicar qualquer suspeita de casos semelhantes aos que aconteceram.

Fonte:Mais Pb