Fale Conosco

Com tanta notícia ruim por aí, os funcionários das fábricas de repelentes receberam essa semana uma notícia, digamos assim, boa. Tiveram as férias canceladas, e mais gente foi contratada. E o motivo todos já sabemos que é o mosquito da Dengue e o alastramento da zika.

Bom pra uns, ruim pra outros, pelo menos o cara não tá passando as festas desempregado. Com o estoque de repelentes das farmácias girando alto a crise não chegou para esse ramo da indústria.

A previsão inicial era de produzir 1,5 milhão de repelentes até o mês de março, mas o aumento dos casos de dengue, zika e chikungunya fez os planos mudarem.

Agora, serão produzidos 2,5 milhões de unidades. Em comparação com o ano passado, a venda de repelentes registrou um aumento de 1.100%.