Fale Conosco

Essa eu li no blog de Marcone Ferreira e se prosperar confirmará a falta de apetite de Cássio para liderar a oposição.

Leia abaixo:

Ex-vereador, ex-deputado estadual, ex-deputado federal e hoje prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, pode estar de saída do PSDB do senador Cássio Cunha. Ele tem convite de dois partidos: o PDS do vice-governador e deputado federal recém eleito Rômulo Gouveia e o PP do deputado federal reeleito Aguinaldo Ribeiro, então ministro das Cidades do governo da presidente Dilma Rousseff.

Romero não pretende incorrer no erro de continuar filiado aos tucanos e, de uma hora para outra, o partido apresentar outro nome que não seja o dele para concorrer a reeleição em 2016. Por isso, já se articula para mudar de legenda. A propósito, informação confirmada pelo deputado estadual mais votado nas eleições de 5 de outubro, Manoel Ludgério (PSD).

Cássio não acredita na saída de Romero. O deputado federal Ruy Carneiro, presidente estadual do PSDB, também não. “Conversei, por telefone, com Romero Rodrigues e não achei que ele pretende sair”, comentou Carneiro. O prefeito está na Europa e deixou no cargo o vice Ronaldinho Cunha Lima (PSDB).

O senador Cássio Cunha Lima também manifestou seu ponto de vista a respeito do assunto sobre a saída de Romero do partido, destacando que “não é surpresa que o prefeito Romero tenha sido convidado para se filiar a outros partidos”, ressaltando “a importância que ele tem, mas tenho certeza de que irá permanecer junto conosco no PSDB…”.

“[…] É o caso específico do PSD, importante lembrar que é um partido aliado conosco e não convém aliados enfraquecerem com a saída de quadros”, concluiu.

Pelo jeito, o prefeito Romero não pretende se transformar num segundo Cícero Lucena.

Blog de Marcone Ferreira