Fale Conosco

Ruy Carneiro completamente focado na viabilização da campanha de Lucélio ao governo e Pedro querendo tomar o PPS para ser candidato a governador. Só posso concluir que tem algo de errado no reino da Dinamarca.

Não bastasse a declaração de Romero, que acusou Ruy de operar contra sua candidatura, agora aparece Pedro desafinando e descredenciando a articulação do presidente da legenda, ameaçando inclusive esvaziar o PSDB, levando prefeitos para o PPS.

O que estaria realmente acontecendo? Será que o deputado Pedro Cunha Lima já analisou a longevidade da batalha jurídica que seria um enfrentamento interno com Nonato dentro do PPS, depois de terminado o prazo de filiação e ele amarrado a legenda?  Quem teria coragem de acompanhar a aventura de Pedro sem ter a segurança jurídica de que teria a legenda para disputar um mandato de deputado?

Entendo que uma das estratégias do grupo Cunha Lima seja blindar Pedro em outra legenda para afastá-lo do desgaste do PSDB e até, se for o caso, lançá-lo candidato ao governo, olhando para a disputa de 2020 pela Prefeitura de Campina, mas ao que parece os tucanos estão mesmo é se bicando com pouca farinha para o pirão.

Ao lançar Lucélio para governador a intenção de Ruy é agradar o prefeito e garantir apoio à sua reeleição em João Pessoa, além de tirar o gêmeo do páreo.

Ao avançar sobre o PPS, Pedro deixa transparecer que há uma divergência muito grande interna no PSDB e que já entraram no salve-se quem puder.

Dércio Alcântara