Fale Conosco

A falta de água em Campina Grande motivou a assinatura de decreto de calamidade pública pelo prefeito Romero Rodrigues (PSDB) nesta quinta-feira (21). Unidades Básicas de saúde e hospitais já tiveram funcionamento afetado pela crise no abastecimento da cidade.

O decreto vai possibilitar a contratação de carros-pipa sem a necessidade de um processo licitatório. Uma força tarefa será criada para minimizar os dados causados pela falta de água. A Coordenação de Comunicação da Prefeitura informou que as cisternas e poços artesianos da cidade serão liberados para atender a população.

A crise no abastecimento é causada pelo incêndio em uma estação de tratamento da Cagepa.